meu corpo, esse desconhecido.

O Desejo de bebê andou recebendo visitinhas, êeeee o/ q lindo, q alegria. Em tempos de FB, já tinha esquecido como isso é gostoso. Só tenho a agradecer a acolhida carinhosa de vocês!

Hoje está um dia confuso,  tenho a sensação que tenho muitos posts que quero publicar, falar, sobre eu e minha vida mesmo, talvez pra me conhecerem, talvez só pra registrar, mas hoje uma coisa passou na frente. Acho que vai ficar tudo meio misturado, mas vamos lá….

Eu voltei pra dança do ventre. Há alguns anos, dancei por uns meses…depois de um tempo larguei por problemas relacionados à turma e porque comecei a segunda faculdade. Mas ficou aquela paixãozinha no peito. Agora uma colega convidou, incentivou, eu conversei com a professora antes, gostei muito dela e, voltei. Me senti tão bem! Lendo tanto sobre empoderamento, tanto no grupo do FB quanto nos blogs (tenho lidos muitos, mas não tenho conseguido comentar em todos), notei o quanto isso é importante, o quanto faz falta, e o quanto diversas coisas diferentes podem ser ligados a ele.

A dança do ventre é linda, e exige muito. Exige muito amor pelo corpo, pela própria sensualidade, pelo poder, pela força da suavidade dos movimentos, pelo gostar do que vê no espelho. E exige…confiança. (AQUI COMEÇA A CRISE). Tenho tido dificuldade com passos que requerem somente que eu confie e me entregue ao meu corpo….seja soltando o peso dele pra um ou outro lado, seja me empenhando mais nos movimentos. E em alguns momentos eu me sinto com um pavor absoluto de perder o equilíbrio, de cair, de não conseguir. Logo acendeu a luz vermelha da falta de confiança no próprio corpo (que, gente, isso existe em mim?! nem sabia!)

Ontem, durante uma dinâmica, escrevemos sobre nossos medos, falhas, pessimismo….e depois escrevemos sobre o lado positivo e o que ainda esperamos de bom pra esse ano. Quando menos vi, me peguei escrevendo: Sou fértil. E aqui acendeu uma luz com sirene e lembrei desse post da Nana. Repeti mil vezes em pensamento. Sou fértil. SOU FÉRTIL. EU SOU FÉRTIL.

Tomo ac desde os 18 anos. Nas poucas pausas que fiz, não havia nenhuma preocupação em saber ou conhecer melhor meu corpo, meus ciclos, ovulação, etc. E hoje quase enlouqueço em pensar o que pode acontecer quando o dia de parar o ac chegar. Como meu corpo vai reagir? Vai descontrolar tudo? Será que tenho algum problema? Sou saudável? Ovulo normalmente? EU SOU FÉRTIL? Há algum tempo pedi vários exames para o GO para saber.

D: Quero saber se posso ter filhos, se posso engravidar, se tá tudo normal lá dentro.

GO: Mas vc está tentando engravidar, quer engravidar por agora?

D: Não, mas eu quero saber. Pede tudo, pede todos, aproveita que eu tenho plano e pede, quero ver tudo.

 

O resultado é o que todos esperavam: aparentemente tudo normal, tudo no lugar. Mas tomando ac o corpo fica tão ‘sob controle’ que isso parece…’duvidável’ – outra GO, recentemente, me disse que não dá pra saber se tenho SOP tomando ac (então serviu pra que os exames?!). Parece que só vou conseguir saber quando parar e tiver meu organismo limpo e organizado e ver se ele funciona e como flui. E até lá?

Até lá eu sigo repetindo firme no pensamento: eu sou fértil. Eu sou fértil. Eu sou fértil. Eu vou conseguir fazer isso. Eu sou fértil. Eu sou perfeita. Meu corpo está ok. Eu não estou velha demais. Eu sou fértil. Eu sou fértil. Eu sou fértil.

 

IMG_20140321_115649871

o Angel Sounds (ou: a primeira compra).

se eu já me sentia maluquinha quando comecei esse blog, agora me sinto mais ainda. porque: fiz minha primeira compra!

mais ou menos no mesmo dia que comecei o blog, deu o impulso. eu havia estranhado que, há alguns dias, numa loja com o namorado, tive vontade de comprar um macacãozinho pela primeira vez…mas não comprei, fiquei com vergonha, e com aquilo na cabeça. até que comentei com ele, que não me achou maluca (ou não me disse que achou) e que tudo bem. aí me deu vontade de comprar algo em que eu vivo pensando: um Angel Sounds!

eu já tinha lido sobre ele em outros blogs e tal, mas desde que li esse post, lá no Diário de uma aguardante, fiquei com o assunto na cabeça…namorado acha que talvez não fosse bom pra mim, que posso não ouvir direito, ficar ansiosa, nervosa. eu já acho que pode me trazer tranquilidade, e que é melhor antecipar alguns gastos que são ‘mimos’ pra não deixar pra em cima da hora, quando estivermos apertados-recém-casados e deixar pra lá. daí então achei ele por um preço camarada no ML e…comprei!

Imagem

dei uma sorte que, o vendedor estava vindo pra minha cidade e não precisei pagar frete. ele me entregou em mãos! na verdade, contei pra namorado (não quero passar por louca, mas não quero fazer as coisas escondida!) e no dia ele foi buscar pra mim…e o cara perguntou pra ele de quanto tempo eu estou grávida! e ele ‘não, ela não tá grávida não’ QUE VERGONHA! 😦 me senti muito maluca (ou tive noção do tamanho da minha maluquice)! ainda bem que mandei ele no meu lugar, haha.

angelsoundsmeu

ele é fofo, tem um design leve, gostoso e tem em verde e em rosa, escolhi rosa pq foi a cor em que ‘conheci’ ele…só que, né, kd bebê pra testar? disso surgiu uma cena que eu nunca vou esquecer: meu namorado parado no escuro da garagem, com os fones no ouvido e o doppler no peito – o reflexo da iluminação verde dele – concentrado, sorrindo quando ouviu o próprio coração. foi uma das cenas mais bonitas que já vivi do lado dele. sorri junto, foi tão engraçado e leve…quero esse sorriso na minha vida, no meu filho, ver ele multiplicado sempre e sempre.

muito prova de amor acompanhar a namorada nessas viagens, né? *.*

hoje sozinha ouvi meu próprio coração (aloka) só pra ver como ele funciona mesmo. tou menstruada e numa bad louca – fiz troca de ac nesse último ciclo que passou e, claro, cabecinha de desejante, torci muito pra que falhasse. a médica alertou pra não trocar naquele ciclo ou usar um método contraceptivo a mais, então existia a possibilidade. sem contar que, quanta gente engravida quando troca o remédio, né? mas com quem quer: nunca. além da tpm, rolou frustração  e eu fiquei bad mesmo. um misto de alívio – mais tempo pra me preparar e preparar a vida – e tristeza.

mas agora já passou e eu já fiz minha primeira compra. guardei in off pq é coisa nossa, só minha e do amor. me senti livre. feliz. encarando meu sonho nos olhos. um desafio e tanto!

o desejo de bebê.

Estou começando esse blog sem saber direito o que estou fazendo. Não, mentira, eu sei. Sou blogueira há muitos anos e isso enriqueceu muito minha vida. Mas, escrever sobre esse desejo profundo, essa vontade latejando no peito (ou no ventre?) sem ser em tom de piada…ah, isso é muito novo.

Fato é que eu sempre quis ser mãe. Mas eu nunca encontrei com quem querer. Alguém com quem eu sentisse a segurança que sinto agora e que não sei explicar. Ou seja, agora eu encontrei e quero mais ainda. Mas eu tenho que esperar.

Sou desejante. Nos planos, sou desejante até julho. Acompanho a blogosfera materna há muito tempo (muito mesmo) e sei que tenho um perfil diferente de futura mãe. E, acredito, serei alvo de julgamentos, críticas e conselhos por isso. Pra começar, ainda não sou casada. Estou organizando meu noivado. Tenho 27 anos. Já temos um bebê – que não é mais tão bebê e por quem sou apaixonada tanto quanto pelo pai – de uma relação anterior do meu amor. Conviver com ele e o amor genuíno dos dois mexeu ainda mais comigo e é enriquecedor. Ou seja: não sou casada, não tenho anos e anos de relacionamento e outros fatores. Já ouvi falar muito da malha fina da blogosfera materna como mordaz, crítica e impiedosa. Nunca passei por isso antes e, sinceramente, espero aqui não passar também. De alguma forma, espero encontrar corações abertos e compreensão (pq né, kd calor de mãe).

Resolvi escrever porque meu coração transborda desse desejo…nos últimos tempos comecei a me colocar ‘no caminho’ pra preparar o caminho e está ficando difícil guardar tudo só pra mim! É história pra outro post. Esse é só pra eu me apresentar e já poder comentar em outros blogs sem assustar as futuras mães. Ou, na minha condição de desejante-não-casada, assustar. Quem sabe?

Sou D, tenho 27 anos, analista de marketing, curso hoje um mba depois de duas faculdades, sou paulista e sou mineira, escorpiana e…desejante!

ps.: odiei esse contador do WordPress, mas não consegui colocar um melhorzinho! alguém me aconselha alguma coisa?rs