Ah, que isso, ela está desregulada!

37DC hj e nenhum pingo de senso de humor.

Que coisa horrível. Não me sinto confortável em falar que estou “atrasada” pq não sei quando ovulei, se ovulei, quando, qual a duração da minha fase lútea…mas porran, 37 dias?! CÊ JURA, ORGANISMO?

Estou triste, angustiada, tendo problemas familiares. Ansiosa com um curso que vou ministrar na próxima semana. Tudo junto. Pode ser isso.

Mas por via das dúvidas vou xixizar um palito amanhã. Meu lado empoderada quer morreeeeer de vergonha, pq minha TB tá baixa baixa. Mas é que às vezes um negativo na fuça faz a M criar coragem e aparecer.

Vida de tentante: vc vive querendo que a M não venha e, de repente, só quer que ela venha. Fuén.

Update: fiz update ontem e sumiu – ???? fiz o teste e deu negativo. Agora quero saber é: até quando esperar pra procurar um médico? :/

2o Ciclo e o dobro de dúvidas!

Hoje seria dia de blogagem coletiva e, cheguei a escrever o post e não publiquei. Adoro a ideia e os posts, mas estou um pouco atrapalhada. Tenho tido pouco tempo pra postar e ler outros blogs e, pra algumas tentantes com um tempinho de estrada ou gestantes com bebês encomendados, é muito bom poder desfocar um pouco e conversar sobre outras coisas, mas estou num momento um pouco…introspectivo sobre o assunto. Estou, agora, muito voltada pra mim e meu corpo. E tenho vontade de falar sobre isso, escrever sobre isso, mesmo que não seja interessante pra ninguém, o blog é onde eu posso desabafar.

 

Hoje é o 19DC do 2 Ciclo. Permaneço absolutamente perdida sem ter ideia do tamanho do meu ciclo exatamente, se estou ovulando…sigo medindo TB, mas acho o gráfico completamente bagunçado por enquanto, e esse ciclo que estou indo desde o começo…viajei sem o termômetro. NÉ, GENTE, não tava afins de ficar acordando com o despertador pra tirar TB no meio da viagem, hahahaha. Já tava fora do meu ambiente mesmo, romance total com o noivo, muuuuito treino namoro, horários diferentes…logo, foram 4 dias sem TB = gráfico bagunçado. Continuo bebendo muita água, mas não vejo muco. Pro próximo ciclo vou ter testes de ovulação pra ver se me ajuda a me situar.

 

Não há nenhum mal estar da ausência da pílula mais, essa semana é só que depois que voltei de viagem minha pele ficou MUITO oleosa. Eu pareço uma frigideira. Acho que só não surgiram mil espinhas ainda por causa da quantidade de água que estou tomando. Estou inchada, fisicamente estranha tocando o foda-se e namorando demais.

Tenho um GO marcado para dia 22. A ideia era tirar dúvidas sobre ser tentante e, principalmente, verificar a questão da SOP com certeza, se tenho ou não. Tomava remédio há tempo demais. Não sei quando e como saber, não quero perder meses pra descobrir, ao mesmo tempo não sei se é muito cedo e, sinceramente! estou me sentindo tímida em ir ver o médico com só 2 ciclos de tentativas. Corre o risco de eu desmarcar essa consulta e isso me deixa chateada! Ao mesmo tempo acho que devia ir, está marcado, o plano cobre, se eu gostar do médico já fico como paciente pro pré natal… Confusa! =/

 

Tirando essa ansiedade e as dúvidas, estou ótima. Fase ótima, a viagem foi ótima, casamento marcado, data comunicada às famílias, muito amor, muito romance. Namoramos muito, caminhamos muito a beira mar, conversamos sobre o bebê (vem, bebê!)…e as pessoas tem brincado e comentado sobre o assunto e é muito gostoso pensar nessa expectativa não só nossa, mas de várias pessoas, em termos um filho! (vamos curtir enquanto não sinto que é pressão hahahah). Feliz!

e a ansiedade?

10DC do 2 Ciclo e eu já ouvi de uma amiga que nossa-você-já-está-ansiosa. Sim, minha gente, eu estou.

Tentante parece viver uma eterna expectativa. Como ainda não estou muito ciente do meu corpo, aprendendo, conhecendo, me sinto às cegas todo o tempo e isso me aflige. Minha maior ansiedade na demora em tentar é o medo de descobrir alguma doença, alguma disfunção, algum…enfim, algum problema, que o ac pode ter mascarado todos esses anos. Frequentar diversas rodas de tentantes deixa a gente um pouco impressionada demais negativamente pra algumas coisas, sem observar, por exemplo, a quantidade gigante de mulheres que engravidam naturalmente todos os dias quando menos se espera.

Aí enquanto eu pensava isso e outras coisas, comecei a notar que tinha alguma coisa errada pq o Ovoview marcava meu PF em uns dias e o FF em outros. Hoje sentei, fucei e descobri que…meu FF estava com dados inseridos pela metade em ciclos anteriores, quando eu ainda tomava ac. Que beleza, não é mesmo? Quando apaguei tudo, ajustei tudo, deixei só os dados atuais, a data do PF alterou. SÓ QUE: D e eu viajamos juntos em lua-de-mel-do-noivado do 13DC ao 16DC. E ambos os apps alteraram meu PF pra entre 17DC e 20DC.

Claro que não é exato, é o primeiro ciclo completo medindo TB e observando muco, então não sei exatamente quando posso ovular, se estou ovulando normalmente, e outros detalhes, muito menos o aplicativo sabe…mas né, eike balde de água fria. Aí esqueci todas as outras coisas que eu tinha pra escrever aqui.

Mas vamos em frente, namorar muito e se curtir na viagem que é o que tem pra agora. E eu estou precisandoooooo sair daqui, ver o mar, tomar sol, ficar de boa…(mas se alguém quiser deixar uma dica de como lidar com a ansiedade, agradeço!)

 

 

ps.: depois que terminei de escrever, fui direto no blog da Tami, que está linda, linda, gerando Helena, e que me contou certa vez que engravidou num ciclo em que só namorou uma vez no PF inteiro. bom ler essas histórias! ♥

sobre começar a tentar (ou não).

A dúvida começou com a infecção – depois do último post, fiquei o resto da semana em repouso absoluto por ordens médicas. Fiquei frágil, triste, insegura, chorosa. Senti dor como nunca na vida (e meu limiar de dor é BEM baixo). Questionei meus limites físicos, emocionais, psicológicos. E, dentro de alguns dias, esse texto caiu nas minhas mãos. Ainda está empacado no navegador do celular. Li milhares de vezes. E comecei a pensar: como eu nunca tinha pensado nisso antes? o que vem depois? eu estou preparada para o que vem ‘depois’?

Li mais sobre o assunto. Vi posts de mães relatando o primeiro mês (ou o resto da vida) como um caos absoluto. Medo de falhar, de não dar conta. O susto do serzinho tão pequeno e frágil e completamente dependente. As madrugadas de choro e impotência. A culpa de se sentir mal – por n fatores diferentes. Comecei a sentir medo também. Tive vergonha de sentir medo. Eu quero tanto ser mãe – e pq o medo? Me recolhi. Li mais blogs. E mais, e mais. Conversei com amigas. Conversei com uma completa desconhecida que, dançava livremente com seu bebê de meros 2 meses numa festa de casamento. O resultado foram relatos de: sim, dá desespero, vc precisa de ajuda, da família, do seu companheiro – mas eles crescem, passam, vale a pena, também é gostoso, tenha paciência como casal, a vida sexual sofre um baque, a financeira também, mas tudo se ajeita com os dias.

Fui me acalmando. No meio do caminho, li em tempo record o Doida Por Um Ninho, guardado há meses: a batalha pela vontade, por realizá-la. E veio o encontro de nós, jovens, amigos, e nossos casais amigos e seus bebês lindos. Fofos. Choramingãozinhos. E então veio o dia das mães. Dia das mães sacode desejantes/tentantes, né? Caraca.

Acordei com um bom dia de feliz dia das mães do Namorado – afinal, sou mãedrasta do Pacotinho. Foram flores pra sogra, pra mãe, pra irmã que é mãe. Almoço em família. Muitas declarações de amor em redes sociais. Muito reforço do amor de mãe. E muita vontade de…estar de barrigão no próximo dia das mães, quem sabe?…

Enquanto me senti confusa – e culpada por estar confusa – o ticker ali do lado estava me desesperando. Agora acalmou. Eu tinha esse plano e, antes mesmo de saber que Namorado surgiria com seu coração de pai e a coragem de vamos fazer isso juntos e vai dar certo, eu já me preparava. Coisas práticas: estabilidade profissional, meu carro – pq bebê demanda carro – saúde em dia. Parei de me sentir culpada e comecei a me sentir confortável. Dúvidas são válidas. Dúvidas nos fazem pensar, ponderar, avaliar, se preparar. Estar pronto pelo que vier no caminho, o certo, o errado. E eu vou seguir em frente.

Já comecei o ácido fólico (assunto pra outro post). Estou 100% recuperada da infecção, agora só com uma gripezinha enjoada. Apaixonada. Trabalhando muito. E, finalmente, começando a organizar meu noivado. Nós vamos fazer isso. Nós vamos ter um bebê.

 

ps.: se alguém já-mãe que passa por aqui quiser deixar um relato tranquilizador/desesperador pra eu pensar mais sobre o assunto….eu vou AMAR!

ps do ps.: ao todo perdi 2,5kg com a doençazinha. meu apetite fugiu de casa, estou fazendo bastante esforço pra me alimentar bem e saudavelmente…mas a verdade é que eu estou DYVAAAAAH, cinturinha liiiiinda, haha ❤