o começo do indutor.

oláaaaaaaaaaaaaaaaas.

hoje é o 7DC e o 3o dia de Serophene. estou sentindo: nada. sério, nada. leio por aí meninas que tiveram cólicas, enjoos, dor de cabeça…eu não senti absolutamente nada até hoje. é normal, Bial?

tb aumentei a dose da metformina/Glifage XR pra 1000mg/dia e continuo 100%, nenhum efeito colateral. se alguém tiver alguma dúvida sobre a diferença entre o Glifage/metformina comum e a XR, recomendo dar uma olhada aqui e aqui (resuminhos práticos de pesquisas intensas). fico meio pirada será que tá fazendo efeito, mas pelo que tenho lido é a mesma coisa, né? a acne deu uma ‘desinchada’ – essa é a palavra pq eu estava cheia de espinhas internas, vermelhas, inflamadas, horríveis e bem dolorosas – mas não sei se já foi da metformina ou se porque menstruei, deu uma limpada no organismo.

sobre o Serophene: paguei ~R$38,00 em uma caixa com 10 comprimidos.

Serophene 50mg: caixa e comprimido bem pequenos! ;)

Serophene 50mg: caixa e comprimido bem pequenos! 😉

hoje durante o dia me peguei pensando numa fala da Thê, me cobrando desligar um pouco – kd meus livros, minhas séries. e cheguei do trabalho e cochilei e sonhei com um cara tipo O Pensador que tinha uma cabeça gigante. e dentro da cabeça gigante tinha outras duas vezes o rosto dele, que se misturando viravam outros dois…uma loucura…era tipo um raio-x que eu tava colorindo e um cara me dizia algo tipo…que quando a gente pensa demais, se perde dentro de si mesmo.

fiquei impressionada. e de amanhã em diante prometo fazer um esforço consciente pra me desligar um pouco. acho que tudo que eu podia fazer até o momento, está feito. agora é esperar e ter fé.  🙂

 

ps.: uai, gente. esqueci de contar. dia 20 eu fiz 28 anos. 🙂

.retorno ao GO, recomeço e post longo.

O post de hoje vai ser longo: senta que lá vem a história. Mas, né, estou praticamente um mês sem escrever! Um mês 3,6kg mais gorda, muitas espinhas e, outro ciclo de 42 dias. Tive GO no dia 07/11 e, é sobre isso que vim registrar.

O retorno ao GO contou com o resultado do espermograma de D. e, uma coisa bonita: a iniciativa dele em me acompanhar nas consultas, na busca ativa por esse bebê tão desejado. Ele fez o espermograma numa boa e o resultado está ok. Por questões de estou-falando-dele-e-não-de-mim, não vou entrar em detalhes. Mas só Deus e meu coração sabem o quanto estou grata por essa iniciativa dele, esse companheirismo.

O GO conversou com a gente sobre o resultado do espermograma, período fértil (nos ensinou a calcular direitinho e quando namorar, e eu fiz cara de paisagem e deixei ele achar que a gente não sabia, vai que ele ficava mais feliz em explicar), minha SOP, ovulação, menstruação…quando comecei a perguntar, ele soltou o clássico ‘pelo visto você andou lendo muito no Google e não vai dar pra eu ficar inventando pra cima de você’ o.O Então sentamos e conversamos e o resultado foi:

De início, 10 dias de Farlutal de novo, até menstruar. Depois de menstruar, serão 6 ciclos de indutor, com 1 comprimido de Serophene durante 5 dias a partir do 5DC. Ultra seriada? Não. É pra eu retornar em 3 meses e, se não tiver tido sucesso, aí faremos a US pra confirmar a ovulação, mas ele foi categórico ao dizer que não gosta de US pq tira ‘a espontaneidade’ da relação. Que quer que a gente namore muito, com paixão, deseje esse bebê, e não fique pirando ‘hoje está do tamanho errado, não namora/hoje tá com tamanho bom, então namora’. Não receitou a metformina – que metformina e gestação não combinam (e fiquei/estou confusa sobre isso porque li mil coisas controversas na internet), não quis passar dosagem hormonal, alegando que pela SOP vai estar tudo alterado mesmo, e que não é isso nossa busca…insisti na questão da prolactina, que tenho lido muito que, se alta, inibe a ação do indutor, e ele passou o pedido pra prolactina, não sem antes discursar meia hora sobre minha ansiedade e deixar claro que eu estou queimando etapas (mas eu tava certa, né, se ele cedeu). Sobre o peso que ganhei e a acne: meu metabolismo não ajuda, então com o ac, o peso estabilizou. Se eu tirei o ac e mantive a mesma vida, não ia funcionar. Pra fechar a boca, me exercitar, que se eu voltar a ovular, vai ajudar na perda de peso. E que o efeito colateral do indutor é como todo efeito colateral: varia de pessoa pra pessoa.

Agora meu pensamento/opinião: quase chorei a consulta inteira. Nervosa, instável, já tinha levado dois negativos na fuça na mesma semana (ai, gente, que drama). D estar lá me ajudou demais. Fiquei levemente chateada com a falta do US, mas entendi a questão da tensão-pro-casal que ele propôs e, ó, confesso, tenho PAVOR de mecanizar meu relacionamento. Então se é por 3 ciclos, eu topei. Sobre a dosagem hormonal: fiz o exame de prolactina ontem e, meus últimos exames de tireóide não deram alteração, mas já tem bastante tempo – então vou dar um jeito de fazer os exames, sem ele saber. Nesse meio tempo, vou tentar agendar com minha endócrina pra me auxiliar com os hormônios, ver essa questão da metformina e dar um socorro com a perda de peso. Uma coisa sou obrigada a concordar: ele comentou que outro médico no lugar dele, não iria receitar nada. Ou só tentar regular o ciclo. E um especialista em reprodução vai me mandar pra casa pra voltar em um ano. Que sou muito ansiosa e estou queimando etapas. E isso é real.

Mas fiquei triste. À noite, num abraço, desabei: chorei com D sobre ouvir falar sobre meu organismo eternamente desregulado…sobre pensar que, será que vai ser sempre difícil assim pra ter um filho. Chorei de medo de não conseguir, de não realizar esse sonho. De não ter meu bebê. Chorei de medo, de angústia, de nervoso. Chorei de arrependimento de não ter parado o ac antes e ter vindo só regulando a menstruação há mais tempo. D me abraçou, me beijou, me cheirou, disse que se o médico disse que são 40% de chance de engravidar em 6 meses, são 40% e vamos usar eles e fim. Que podia ser pior, ele podia ter dito simplesmente que não vou ter um filho nunca. Me pediu pra ter fé e confiar em Deus, que vamos realizar isso. E que, nós, que andamos dois coelhos (hehe) vamos então namorar MAIS e MAIS. Queria ser um mosquitinho pra entrar na cabeça dele e saber se é isso mesmo que ele pensa, se tudo isso, a consulta, o excesso de informação e etc, não deu um SUSTO no meu amor.

Fiquei ontem ainda triste, borocoxô. Duas amigas gestantes e entendidas conversaram muito comigo, uma está me ajudando muito (bah, sua linda, sei que vc está lendo e sei que vc sabe que é vc, beijo na casinha da Rafa <3) a ficar otimista e manter a calma e pensar com a cabeça – e não com o desejo. Hoje amor e eu passamos o dia num clube, na água, brincando, namorando e se divertindo sem pensar em nada e eu me sinto melhor.

Vou medir TB esse ciclo de novo (ainda não ovulei, mas adoro TB) e espero dar tudo certo – gente, como eu quero ovular! Acho que minha maior urgência atualmente é ver meu corpo vivo, ativo, funcionando! Sobretudo, espero com o passar dos dias conseguir manter a cabeça no lugar, ter um pouco mais de fé e calma, não sofrer e não me angustiar, dar tempo ao tempo, me conectar com meu corpo e entender o que ele diz. Se sou ou não capaz de realizar esse sonho. Eu acredito que sim, mas confesso, preciso um up na auto-confiança, que está bem abalada.

Era isso. Espero voltar em menos dias pra dar notícias – e espero sinceramente não ter de novo um ciclo de 42 dias.

Beijos!