28 semanas e, +pré natal.

Tentei postar muitas vezes essa semana mas não consegui. Ontem fizemos 28 semanas e tivemos pré natal. Como da última vez, eu não poderia voltar mais feliz da consulta. Pressão ok, peso ótimo – isso me impressiona muito, por isso sempre comento, ganhei só 700gr entre um mês e outro e, ao todo, são +3,1kg – Isaac lindão. Fizemos uma ultra no consultório mesmo, e vi Isaac liiiindo, apertadinho no ninho, socando o aparelho da US, aqueles dedinhos todos, a boquinha abrindo e fechando…o coraçãozinho batendo, o estômago. Continua cefálico – eu podia jurar que ele tinha virado, os chutes diminuíram, ele mexe agora é a barriga TODA e eu não conseguia localizar onde estava o que, mas agora pelo toque já é possível sentir a cabecinha perto da pelve, o dorso à esquerda. Eu fico muito louca de amor, fico impressionada, como Deus e a natureza são perfeitos! Uma pessoinha toda formadinha dentro de outra, meu deus, isso é muito incrível mesmo! A única coisa nova foi o GO me preparando para o pior, com as mesmas palavras: se prepare para ficar racionalmente lerda e fisicamente uma pata choca. Que daqui pra frente tudo pesa, tudo dói, tudo piora. E que não há solução a não ser: descanso, Tylenolzinho, barriga pra esquerda. E anda difícil descansar, viu, gente? Rotina, trabalho, afazeres…eu vivo exausta, parece que sempre correndo, sempre com pressa. Já que ando dormindo muito mal pedi algum paliativo. Ele me passou Pasalix, fitoterápico, pra tomar 1 ou 2x por dia pra relaxar, ajudar com a ansiedade e ver se durmo melhor. Enquanto isso: *nos preparamos pras fotos que serão feitas dia 27/06, vou estar com 30 semanas; *organizamos as coisas do chá, que merece um post especial, e vai ser dia 12/07; *D e eu nos organizamos pra ir em uma feira de bebê e gestante numa cidade vizinha na próxima semana, que Isaac ainda precisa de MUITAS coisinhas. Bjo, bjo!

23 semanas e pré natal.

Ontem tivemos consulta pré natal e nunca antes saí do consultório tão feliz.

Os exames de sangue (glicemia e toxo atualizados) estão 1oo%, estava bem preocupada porque virei um formigão desde que engravidei, mas está tudo ótimo. A melhor notícia é o peso, são só 2,4kg desde o começo da gravidez! Como pode?! No grupo de gestantes que participo é praticamente um milagre, e eu como bem, tenho comido até bastante, mas durante o dia como quase que só frutas, pq é a única coisa que levo pra empresa, então fico ‘presa’ nisso. Mas fiquei bem satisfeita de saber que posso continuar beliscando por aí, haha. No começo da gravidez fiquei bem inchada, o abdômen bem distendido…e as pessoas falaram mto, que eu ia ficar enorme, ia virar uma bola, nossa, foi mto chato. Uma fase que a gente já tá tão sensível e o povo fala cada besteira! Preocupei, mas nunca tentei controlar o peso ou o que comia, fome é que eu não ia passar. Deu certo!

Outro ponto positivo: minha pressão está sendo controlada pelo GO e pelo cardio, já que sou hipertensa. Estava com duas doses de 250mg de metildopa e meia dose de Concor diariamente. Mas comecei a sentir tontura, fora o sono descomunal (que eu achava ser da gravidez). A verdade é que eu estava hipotensa, com a pressão chegando a 10/6 (!). Em consulta com o cardio semana passada, relatei a tontura, fizemos alguns testes e tiramos uma dose da metildopa. A pressão estabilizou agora em 12/7, mais baixo do que esteve a gravidez toda! O sono e a tontura melhoraram, a morfológica com doppler não acusou risco de pré eclâmpsia e estamos bem otimistas – mas sigo medindo a pressão todos os dias pra não acontecer de levar nenhum susto.

Isaac & eu fizemos 23 semanas quinta-feira, estamos ótimos, ele mexe bastante, chuta muito, está cefálico desde que se entende por gente e parece gostar (eu gosto). Com a mudança do remédio meu sono diminuiu e eu ando mto bem disposta, só muito irritadiça! Fds passado foi dia de ver os móveis…tudo comprado esperando chegar (assunto pra outro post!). Enquanto isso o baby ganhou  carrinho e bebê conforto combinando da vó, minha mãe, e eu fiquei feliz demais! Esses já estão em casa!

Estão sendo umas semanas gostosas da gravidez. Só está passando muito rápido!

Prefiro seguir no Anonimato, mas tou cheia de xodó com minha pancinha! Olhaí Isaac na barriga da D! #23semanas

Prefiro seguir no Anonimato, mas tou cheia de xodó com minha pancinha! Olhaí Isaac na barriga da D, lá na casa da vovó! #23semanas

Indicação de blog!: Como não estou na plataforma Blogger, não sei se todo mundo vê os blogs que sigo. E tenho lido muita coisa boa! Quero ir indicando alguns blogs-amigos por aqui, que tenham boas histórias, boas mães ou tentantes  que mereçam ainda mais carinho! A dica de hoje é o Mãe na Marra, saindo do forno! 😉

15 semanas e a TN (post atrasado!)

Oi, gente. Nossa, sumi, né? O.O eu mudei de casa já vai fazer um mês…e cá estou eu sendo enrolada pela operadora enquanto espero a instalação da internet. Viver de 3G não é fácil! Fiz esse post dia 12 e só hoje na casa da minha mãe que vou postar, aff! Vamos as novidades. 

Hoje, dia 12/03, quinta feira, fazemos 15 semaninhas! Meu cisco já não é do tamanho de um cisco mais, é uma maçã! Desde uns dias antes das 12s, os enjoos passaram. Ficou só um sono insuportável (essa semana peguei no sono trabalhando, shame on me) e os seios bem doloridos! Até a fome passou. Mudei o horário da minha vitamina e meu apetite diminuiu bastante.

No dia 26/02 fiz a ultrassom morfológica do 1º Tri, a famosa TN. Tava ótima até estar na sala de espera, onde parecia que ia enfartar! Gelada, me tremia inteira, tensa. (E D jogando no celular, tranquilão!) Foi nosso primeiro encontro oficial com mãozinhas, pezinhos, narizinho…ah, gente, que paixão! Parece que é quando cai a ficha que existe MESMO alguém dentro de vc! D foi comigo e estava lá segurando minha mão todo o tempo. Eu não chorei…escorreu uma lágrima e depois eu ri, ri, ri, igual uma retardada, hahahahah. Ri do médico pedir pra ‘segura um pouquinho pra gente ver aqui’. O bebê estava bem quietinho, sossegado, e perfeitiiiiinho perfeitiiiiiiiinho. Com 7,3cm e TN 1,5, coraçãozim a 156bpm.

wpid-img_20150227_192621219.jpg

Pessoinha mais lindo do mundo!

wpid-img_20150227_192537356.jpg

Fiquei felicíssima, mas confesso que me desliguei um pouco. A mudança de casa, preparativos do casamento, a nova rotina…me tiraram um pouco do rumo, fiquei muito tensa e chorona uns dias.

No dia 09/03 tivemos consulta com o GO. GANHEI MEU CARTÃO GESTANTE, aeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee finalmente uma grávida oficial, como diz meu médico! A mamãe aqui ganhou meio kg, nossa dpp alterou pra 03/09 e pudemos ver nosso pequeno no ultrassom do médico. Lindo, serelepe, mexendo muito! (pelo Angel Sounds eu andava sacando que tava rolando um movimento festeiro). Sacudindo mãos, levantando perninhas, esticando a cabeça beeeeeeem pra trás…fica todo tortinho, lindo de viver. Ganhei mais um pedido de ultra pra fazer lá pelas 18 semanas, pra ver se vemos o sexo, antes da morfológica.

Eu ando muito ansiosa, e meu médico saca muito isso. Conversou muito, pediu calma, pra pensar positivo, me deu mais um US pra me acalmar sempre, e com a pressão a 13/9, passou meu Aldomet pra 8/8h e me pediu pra marcar com meu cardio e ligar pra ele. Que vão, juntos, alinhar meu tratamento pra manter a pressão bonitinha. Isso me deixou mais confiante, de verdade. Andava achando meu médico desligadão!

Desse dia em diante eu desabrochei com minha gravidez. Estou feliz. Sem grana, bateram no meu carro, correndo pra terminar os preparativos do casamento…mas feliz. Tem outras coisas pra comentar, mas eu volto depois.

E semana que vem, essa hora, já estarei casada!

como eu contei do positivo.

Oi, gente! Eu sumi, né? Nem respondi ainda todos os comentários queridos que recebi, mas prometo que vou! Foram uns dias nebulosos.

Quando contei da história do positivo, fiquei devendo contar como contei pra D e a família, né? AAAAh que momento sublime, delicado, mil vezes pensado, imaginado…pra dar tudo errado! HAHAHAHAHAHA a verdade é que eu nunca tinha imaginado muita coisa, não. Mas tb não tinha pensado em atropelar tudo. Já começou errado que testei sozinha, né, achando que ia dar negativo. Qdo dei de cara com a segunda linha, disparei a gritar minha mãe do banheiro. Como no dia anterior eu tinha passado mal, a família inteira estava de orelha em pé (sou caçula e filha única, muito mimada!). Em menos de uns segundos minha mãe, um irmão e outra irmã já estavam sabendo. Na mesma hora liguei no celular de D, que estava trabalhando, e eu estava tão agitada que eu não lembro nem o que falei. Em seguida, tb pelo celular, tentei acordar a Evelyn (deu certo depois de uns 20min) e a The, minhas companheiras esse tempo todo. E aí foi uma bola de neve. D contou pros pais e irmãos e pra avó, e depois do segundo beta minha mãe já tava doida sem poder falar pra ninguém: pegou o telefone e ligou pra TODOS meus irmãos, hahahahaha. Eu contei pra algumas amigas mais chegadas e dado alguns ‘escapes fofocais’, alguns outros já estão sabendo. Mas, em geral, é bem pouca gente!

No domingo, por impulso, sem combinar, toda minha família se reuniu aqui nos meus pais. Meus irmãos, cunhadas, filhas, namorados, D. Um almoço pra me ver e me mimar virou uma festinha que foi até de noite. Muito bom receber carinho assim! Eu imaginava que uma gravidez minha fosse mobilizar a família, mas mesmo assim foi gostoso demais de ver! Um carinho inédito de receber!

E as notícias pós positivo são: eu fui num GO que não é o meu semana passada, meio que no desespero – e pq, junto com o positivo, chegou uma gripe bem forte que inflamou minha garganta, deu febre, foi bem tenso sem poder tomar nada. No fim das contas, a The me socorreu mais que o médico, e eu segurei as pontas com paracetamol de 8h em 8h, mel e limão, e muita água, até a febre passar e a garganta melhorar. Esse médico fez uma ultra que só deu pra ver o saco gestacional, com tamanho indicando 5 semanas. Me deu mil parabéns, disse que meus betas estão lindos, pra eu não me preocupar e fazer uma trans pra determinarmos a idade gestacional, que como tenho SOP não dava pra ter certeza da minha ovulação, mas pra eu ficar tranquila que o mais difícil eu tinha conseguido. Fiquei feliz de ver o saco gestacional no lugar certinho, mas sabe como é mãe de 1a viagem, né? acho que eu já queria ver um bebezão formado, mãos, pés, nariz, tudo! hahahahahah Aí passei uns dias meio aérea, preocupada…e também enjoada. Passei mal duas vezes de fraqueza, e depois ficou só o enjoo. Tem coisas que não descem, tipo arroz. Eu nunca mais comi arroz sem dar muuuita ânsia. De ontem pra hoje desisti.

E como está muito calor, tb dei uma sossegada de ficar zanzando na rua, pq não aguento – sexta saí com minha mãe pra terminar de comprar meu enxoval e, batata, passei mal na rua, custei a dirigir até em casa. Sábado fui pro clube com D: passei mal tb. Hoje eu estou sossegada, mas até isso assusta! Muitas preocupações essa fase!

Amanhã tenho a primeira consulta com o GO – o meu mesmo, que vinha me acompanhando, embora eu ainda não saiba se meu parto vai ser com ele. E quinta tenho a trans agendada no fim do dia, ver se conseguimos ver o cisco, ouvir o coração, enfim! Ansiedade a mil!

.retorno ao GO, recomeço e post longo.

O post de hoje vai ser longo: senta que lá vem a história. Mas, né, estou praticamente um mês sem escrever! Um mês 3,6kg mais gorda, muitas espinhas e, outro ciclo de 42 dias. Tive GO no dia 07/11 e, é sobre isso que vim registrar.

O retorno ao GO contou com o resultado do espermograma de D. e, uma coisa bonita: a iniciativa dele em me acompanhar nas consultas, na busca ativa por esse bebê tão desejado. Ele fez o espermograma numa boa e o resultado está ok. Por questões de estou-falando-dele-e-não-de-mim, não vou entrar em detalhes. Mas só Deus e meu coração sabem o quanto estou grata por essa iniciativa dele, esse companheirismo.

O GO conversou com a gente sobre o resultado do espermograma, período fértil (nos ensinou a calcular direitinho e quando namorar, e eu fiz cara de paisagem e deixei ele achar que a gente não sabia, vai que ele ficava mais feliz em explicar), minha SOP, ovulação, menstruação…quando comecei a perguntar, ele soltou o clássico ‘pelo visto você andou lendo muito no Google e não vai dar pra eu ficar inventando pra cima de você’ o.O Então sentamos e conversamos e o resultado foi:

De início, 10 dias de Farlutal de novo, até menstruar. Depois de menstruar, serão 6 ciclos de indutor, com 1 comprimido de Serophene durante 5 dias a partir do 5DC. Ultra seriada? Não. É pra eu retornar em 3 meses e, se não tiver tido sucesso, aí faremos a US pra confirmar a ovulação, mas ele foi categórico ao dizer que não gosta de US pq tira ‘a espontaneidade’ da relação. Que quer que a gente namore muito, com paixão, deseje esse bebê, e não fique pirando ‘hoje está do tamanho errado, não namora/hoje tá com tamanho bom, então namora’. Não receitou a metformina – que metformina e gestação não combinam (e fiquei/estou confusa sobre isso porque li mil coisas controversas na internet), não quis passar dosagem hormonal, alegando que pela SOP vai estar tudo alterado mesmo, e que não é isso nossa busca…insisti na questão da prolactina, que tenho lido muito que, se alta, inibe a ação do indutor, e ele passou o pedido pra prolactina, não sem antes discursar meia hora sobre minha ansiedade e deixar claro que eu estou queimando etapas (mas eu tava certa, né, se ele cedeu). Sobre o peso que ganhei e a acne: meu metabolismo não ajuda, então com o ac, o peso estabilizou. Se eu tirei o ac e mantive a mesma vida, não ia funcionar. Pra fechar a boca, me exercitar, que se eu voltar a ovular, vai ajudar na perda de peso. E que o efeito colateral do indutor é como todo efeito colateral: varia de pessoa pra pessoa.

Agora meu pensamento/opinião: quase chorei a consulta inteira. Nervosa, instável, já tinha levado dois negativos na fuça na mesma semana (ai, gente, que drama). D estar lá me ajudou demais. Fiquei levemente chateada com a falta do US, mas entendi a questão da tensão-pro-casal que ele propôs e, ó, confesso, tenho PAVOR de mecanizar meu relacionamento. Então se é por 3 ciclos, eu topei. Sobre a dosagem hormonal: fiz o exame de prolactina ontem e, meus últimos exames de tireóide não deram alteração, mas já tem bastante tempo – então vou dar um jeito de fazer os exames, sem ele saber. Nesse meio tempo, vou tentar agendar com minha endócrina pra me auxiliar com os hormônios, ver essa questão da metformina e dar um socorro com a perda de peso. Uma coisa sou obrigada a concordar: ele comentou que outro médico no lugar dele, não iria receitar nada. Ou só tentar regular o ciclo. E um especialista em reprodução vai me mandar pra casa pra voltar em um ano. Que sou muito ansiosa e estou queimando etapas. E isso é real.

Mas fiquei triste. À noite, num abraço, desabei: chorei com D sobre ouvir falar sobre meu organismo eternamente desregulado…sobre pensar que, será que vai ser sempre difícil assim pra ter um filho. Chorei de medo de não conseguir, de não realizar esse sonho. De não ter meu bebê. Chorei de medo, de angústia, de nervoso. Chorei de arrependimento de não ter parado o ac antes e ter vindo só regulando a menstruação há mais tempo. D me abraçou, me beijou, me cheirou, disse que se o médico disse que são 40% de chance de engravidar em 6 meses, são 40% e vamos usar eles e fim. Que podia ser pior, ele podia ter dito simplesmente que não vou ter um filho nunca. Me pediu pra ter fé e confiar em Deus, que vamos realizar isso. E que, nós, que andamos dois coelhos (hehe) vamos então namorar MAIS e MAIS. Queria ser um mosquitinho pra entrar na cabeça dele e saber se é isso mesmo que ele pensa, se tudo isso, a consulta, o excesso de informação e etc, não deu um SUSTO no meu amor.

Fiquei ontem ainda triste, borocoxô. Duas amigas gestantes e entendidas conversaram muito comigo, uma está me ajudando muito (bah, sua linda, sei que vc está lendo e sei que vc sabe que é vc, beijo na casinha da Rafa <3) a ficar otimista e manter a calma e pensar com a cabeça – e não com o desejo. Hoje amor e eu passamos o dia num clube, na água, brincando, namorando e se divertindo sem pensar em nada e eu me sinto melhor.

Vou medir TB esse ciclo de novo (ainda não ovulei, mas adoro TB) e espero dar tudo certo – gente, como eu quero ovular! Acho que minha maior urgência atualmente é ver meu corpo vivo, ativo, funcionando! Sobretudo, espero com o passar dos dias conseguir manter a cabeça no lugar, ter um pouco mais de fé e calma, não sofrer e não me angustiar, dar tempo ao tempo, me conectar com meu corpo e entender o que ele diz. Se sou ou não capaz de realizar esse sonho. Eu acredito que sim, mas confesso, preciso um up na auto-confiança, que está bem abalada.

Era isso. Espero voltar em menos dias pra dar notícias – e espero sinceramente não ter de novo um ciclo de 42 dias.

Beijos!